Páginas

Orgonite Energia Positiva

Orgonite Energia Positiva

quinta-feira, 26 de julho de 2012

REIKI-EFEITOS COLATERAIS


(...)O REIKI atua de forma holística, ou seja, nos corpos físico, emocional, mental e espiritual, indo a energia para onde está o problema agudo ou crónico. Por isso, os clientes têm as mais diversas reações durante e após as primeiras sessões.
Ao longo da sessão de REIKI, em alguns casos, o cliente pode reviver cenas, situações e emoções reprimidas ligadas ao seu passado, facilitadas através da abertura do inconsciente pelo REIKI. Chamamos essa liberação de lixo psíquico de transbordamento emocional , cuja consequência poderá ser a de uma crise de choro.

Há vezes em que os clientes podem ter reações de libertação bastante intensas, desagradá­veis e sérias. Estas são mais constantes no início do tratamento, fazendo com que a pessoa se sinta pior do que antes dele começar. A piora temporária é proporcional à quantidade de material tóxico retido nas células mortas ou em mau funcionamento do corpo. A maior parte desta libertação de toxicinas acumuladas vem do fígado, mas também da pele bloqueios no sistema Sintático, cardiovascular, pulmões e trato gastrointestinal. O REIKI é libertação, limpa tudo com grande força purificadora, mas não é fácil o corpo inteiro se desintoxicar

Comum a todas as terapias holísticas inclusive na homeopatia, essa liberação normal e saudável de toxinas do corpo é conhecida como crise curativa (catarse); um desafio que nos mostra que devemos ir mais fundo, desintoxicando o corpo. Sem essa liberação, o trauma permanece reprimido no interior, curando apenas superficialmente e não plenamente, podendo retornar o mal estar
É claro que nem todos os clientes a vivenciam, pois o REIKI age muito individualmente. A severidade das reações nos mostra o quão intoxicado o cliente realmente estava. Este processo de cura permite-the ficar livre para penetrar em áreas totalmente novas do próprio ser. tomando a alma e a mente mais felizes, simplesmente pela livre circulação sutil da energia que estava bloqueada. O melhor remédio para isso é descansar e beber muita água, fazer refeições leves ou uma dieta de líquidos por alguns dias. Dentro do período de algumas horas a, no máximo, vinte e um dias, o cliente se sentirá muito melhor. Este período nos lembra dos vinte e um dias de purificação após a iniciação no REIKI.

Reikimore, Fidelidade no Reiki

terça-feira, 17 de julho de 2012

OSHO: SER TERAPEUTA...


"Terapia é basicamente uma função do amor, e o amor somente flui quando não há ego. Você só pode ajudar o outro na medida em que você não é egoísta. No momento em que o ego entra, o outro se torna defensivo. O ego é agressivo; ele cria uma necessidade automática no outro de ser defensivo. O amor é não-agressivo. Ele ajuda o outro a permanecer vulnerável, aberto, não-defensivo. Portanto, sem amor não há terapia.

Terapia é uma função do amor. Logo, com ego você não pode ajudar. Você pode até mesmo destruir o outro. Em nome de ajuda você pode até mesmo obstruir o seu crescimento. Mas a psicologia ocidental está numa bagunça.

A primeira coisa: a psicologia ocidental ainda pensa em termos de um ego saudável. E o ego nunca pode ser saudável. É uma contradição do próprio termo. Ego, em si, é doença. O ego não pode nunca ser saudável. O ego está sempre levando você em direção a mais e mais doença. Mas a psicologia ocidental pensa (toda a mentalidade ocidental tem sido) que as pessoas estão sofrendo de egos fracos.

 As pessoas não estão sofrendo de fraqueza do ego, mas de muito egoísmo. Mas se a sociedade é orientada pela mentalidade masculina, orientada pela agressividade, o único desejo da sociedade é como conquistar tudo, então naturalmente você tem que abandonar tudo o que é feminino em você, você tem que abandonar metade do seu ser na escuridão – e você tem de viver com a outra metade. A outra metade nunca pode ser saudável, porque a saúde vem da totalidade. O feminino tem de ser aceito. O feminino é o não-ego, o feminino é receptividade, o feminino é amor.

Uma pessoa realmente saudável é alguém que está totalmente equilibrada entre o masculino e o feminino. De fato, é alguém cuja masculinidade foi cortada, destruída por sua feminilidade, que transcendeu a ambos, que não é masculino nem feminino – que simplesmente é. Você não pode categorizá-lo. Este homem é pleno, e este homem é são. E para este homem, no Oriente, nós sempre olhamos como o Mestre.

No Oriente, nós não criamos nada paralelo ao psicoterapeuta. O Oriente criou o Mestre, o Ocidente criou o psicoterapeuta. Quando as pessoas estão mentalmente perturbadas, elas vão à um psiquiatra no Ocidente; no Oriente elas vão à um Mestre. A função do Mestre é totalmente diferente. Ele não o ajuda a atingir um ego mais forte. Na verdade, ele faz você sentir que o ego que você tem já é demais. Abandone-o! Deixe-o ir!
Uma vez que o ego foi abandonado, subitamente você é um, pleno e fluídico. E não há nenhum bloco e nenhum obstáculo…

No Oriente, a nossa abordagem é de que o terapeuta não tem de fazer nenhum trabalho. O terapeuta torna-se simplesmente um veículo para a energia de Deus. Ele tem somente que estar disponível como um bambu oco, de maneira que Deus passe através dele. O curador tem de se tornar simplesmente uma passagem.

O paciente é um homem – aos olhos orientais – que perdeu o seu contato com Deus. Ele se tornou muito egoísta, e perdeu o seu contato com Deus. Ele criou uma tal muralha da China a sua volta que ele não sabe mais o que Deus é, ele não sabe mais o que é a totalidade. Ele está totalmente desconcertado das raízes, da própria fonte da vida. É por isso que ele está doente – mentalmente, fisicamente ou de qualquer outra maneira. A doença significa que ele perdeu a trilha da fonte. O curador (healer), o terapeuta no Oriente, tem como função conectá-lo com a fonte novamente. Ele perdeu a fonte, mas você ainda tem a conexão.

Você segura a mão da pessoa. Ela está escondida atrás de uma parede. Deixe-a estar escondida por detrás da parede. Mesmo se você puder segurar a sua mão através de um buraco na parede… se ela pode confiar em você, ela não pode confiar num Deus, ela não sabe o que Deus significa.
A palavra tornou-se sem sentido para ela. Mas ela pode confiar no terapeuta, ela pode dar a mão ao terapeuta.
 O terapeuta está vazio, simplesmente em sintonia com Deus, e a energia começa a fluir. E esta energia é tão vital, tão rejuvenescedora, que mais cedo ou mais tarde ela dissolve aquelas muralhas da China em volta do paciente, ele tem um vislumbre do não-ego. Este vislumbre o faz são e pleno, nada mais o faz são e pleno.

Portanto, se o próprio terapeuta é um egoísta, então é impossível. Ambos são prisioneiros. Sua prisões são diferentes, mas eles não podem ser de grande ajuda. Toda a minha abordagem sobre terapia, é de que o terapeuta tem de tornar-se um instrumento de Deus. Eu não estou dizendo não saiba o know-how. Saiba o know-how! – mas faça este know-how disponível para Deus. Deixe Ele usá-lo.
 Aprenda psicoterapia, aprenda todos os tipos de terapias. Saiba tudo o que é possível saber, mas não se prenda- a isto. Ponha isto lá, deixe Deus estar disponível através de você. Permita Deus através de todo o seu know-how, permita à Deus fluir através de seu know-how. Deixe-o ser a fonte da cura e da terapia. Isto é que é amor.

O amor relaxa o outro. O amor dá confiança. ao outro. O amor banha o outro, cura as suas feridas."

 Osho

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...