Páginas

Orgonite Energia Positiva

Orgonite Energia Positiva

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Reiki - artigo publicado na Revista Claudia


 REIKI
Em 2003, a arteterapeuta Glória Chan, 56 anos, do Rio de Janeiro, descobriu que estava com três miomas no útero. Em vez de já iniciar o tratamento alopático, experimentou o reiki.

“As sessões eram diárias. Durante todo o tempo, o acompanhamento ginecológico foi apontando diminuição nos miomas. Depois de seis meses, eles haviam sumido.” Curada, Glória passou a estudar e hoje aplica a técnica em pacientes esquizofrênicos do hospital psiquiátrico onde trabalha. “Eles respondem melhor ao tratamento clínico”, diz.

O reiki é popular entre os adeptos da medicina complementar. “É uma técnica simples, acessível a todos e utilizável em qualquer hora ou lugar”, explica Maria Lúcia de Melo Sene Salvino de Araújo, terapeuta e representante da Associação Brasileira de Reiki, em São Paulo. Segundo ela, a prática foi sistematizada no Japão por Mikao Usui, professor universitário que viveu de 1865 até 1926 em Kioto. Seus estudos se concentravam em descobrir como Jesus conseguia realizar milagres. Rei significa energia vital universal ou cósmica e ki é a energia vital presente em cada ser, que deveria ser reabastecida de forma natural. “A vida moderna prejudica nossos processos. Comemos mal, repousamos pouco, ficamos na frequência do medo e de mágoas. Essa anemia energética causa stress, angústia, desânimo e doenças. O Reiki ajuda a combater esse desequilíbrio”, afirma Maria Lúcia. Existem vertentes dessa terapia no cristianismo, no xamanismo e na cabala.

Fonte: Revista Cláudia - Setembro/2011 - Pesquisa Espaço Luz e Vida - Curso de Reiki
Postagem baseada no site: http://www.espacoluzevida.com.br/

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Reiki e a terceira idade...


..."Rei significa universal e refere-se a essência energética cósmica que permeia todas as coisas. Ki significa energia vital que circunda todos os organismos vivos. Portanto, Reiki é a energia vital universal utilizada para a Cura Natural de tudo que tem vida.
Essa energia é disponível para todos, sem limites, e é a base do ser.

O Reiki torna acessível tal energia, colocando em sintonia a própria energia universal, é essa "Energia da Vida", que quando aplicada, vitaliza o sistema orgânico e nos faz entrar em um estado de profundo relaxamento.

Esta energia irradia sensações de bem estar, nos elevando a um estado de harmonia, ajudando o organismo a restabelecer seu funcionamento, ativando glândulas, revitalizando o sistema nervoso, reativando o sistema imunológico com uma técnica científica, baseada na física quântica, de equilíbrio energético, utilizando a impostação das mãos.

Essa técnica fortalece a capacidade natural do corpo de curar a si mesmo.
 Além de harmonizar as funções psicofísicas estimulando os mecanismos de purificação dos canais energéticos (os nadis). Desta forma, possibilita abundante fluxo de energia mais sutil (prana), refinando a mente e os sentidos para o transe meditativo.

O método utilizado é através da colocação das mãos nas regiões das sete glândulas do corpo humano, que são os centros energéticos por onde tudo é captado. A energia vital universal é trazida para essas regiões revitalizando todos os setores do corpo humano que são coordenados por essas regiões, conseqüentemente trataremos das doenças respectivas. 

Os idosos apresentam diversos sintomas físicos ocasionados pelo envelhecimento, como: hipertensão arterial (PA), diabetes (glicose), gastrite, tireoidismo (principalmente hipotireoidismo), problemas reumatológicos (artrites, artroses...) problemas dermatológicos, depressão, insônia, entre outros.
Através das sessões de Reiki percebe-se uma melhora neste quadro.

As pessoas descrevem que sentem  um melhor fluxo de energia no corpo e alívio do stress, controle da pressão arterial, da glicose, melhora das dores, maior disposição, no período de tratamento.
A prática já conquista adeptos em todo o país, visto os inúmeros benefícios proporcionados aos efeitos colaterais da terceira idade.

Dentre os benefícios que o Reiki pode trazer é que atua diretamente nas causas e não só nos sintomas, alinha chakras, favorece o equilíbrio físico, mental, emocional, energético e espiritual, atua no sistema endócrino, imunológico, sistema nervoso central e outros. Elimina e previne estresse, ansiedade e a depressão, sintomas que também podem ser percebido nessa faixa etária.

Outro aspecto importante é que a prática do Reiki permite que indivíduo se 'auto-aplique'. O que pode ser vantajoso, visto que permite aos idosos uma maior autonomia, além de aliviar rapidamente os sintomas de determinadas doenças. É importante que o idoso também tenha um acompanhamento médico, a fim de potencializar o processo de cura."


quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

REIKI: cura através das mãos...



"Sem restrições. 

A terapia Reiki pode ser aplicada sem restrições e para recebê-la não precisa de conhecimento prévio. Deve-se apenas ter o coração aberto, para se beneficiar desta “energia” e fazer a si mesmo um firme propósito de melhora e disposição de caminhar ao encontro da harmonia e das transformações curadoras que estarão ao seu alcance. 

O Reiki é uma energia inteligente e atua na causa que promove o sintoma da desarmonia, eliminando-a, não distinguindo uma dor física de uma dor moral. A técnica pode ser utilizada com sucesso em qualquer tipo de patologia, não colidindo com nenhum tipo de tratamento ou outra técnica utilizada e isto já a partir do primeiro nível. O reiki não tem efeitos colaterais e pode tratar igualmente todas as formas de vida (seres humanos, plantas e animais).

Uma sessão de reiki pode ajudar a alinhar os chacras que, quando estão em desequilíbrio provocam tensão e podem ajudar a causar dos doenças no campo físico. Os chakras podem ser alinhados em apenas uma sessão de reiki. O Chakra Coronário está localizado acima da cabeça, ligando as pessoas com a espiritualidade e com Deus. A cor relacionada a esse chakra é o violeta.

O Chakra do 3º Olho está localizado entre as sobrancelhas. Esse é o chakra da percepção e do conhecimento do Universo. Ë o centro do poder da mulher e representa a criação. A cor relacionada a esse chakra é o roxo. O Chakra da Garganta está localizado na base do pescoço. Sua função é a comunicação com o físico e o psíquico. É na garganta que está localizado a criatividade do ser humano. A cor relacionada a esse chakra é o azul claro. 

O Chakra do Coração está localizado no centro do peito. As emoções, o amor universal e o amor ao próximo estão ligados a esse chakra. Duas cores podem ser usadas nesse chakra: o verde e o rosa. 

O Chakra do Plexo Solar está localizado abaixo do chakra do coração. É o centro de força do homem. A comida que ingerimos está associada com esse centro de energia. A cor relacionada a esse chakra é o amarelo. Por sua vez, o chakra do Umbigo está ligado com a purificação. As primeiras impressões e os sentimentos antigos estão relacionados com esse chakra. Também é o centro sexual. A cor relacionada a esse chakra é o laranja. 

O chakra da Base está associado com os genitais. Esse chakra é a porta para a vida e a morte, o nascimento e o renascimento. Tem uma ligação profunda com a Terra, ligando a pessoa com a vida novamente.
 A cor relacionada a esse chakra é o vermelho."

Autora: Sueli dos Santos
Fonte:http://reikifluindo.blogspot.com 

Ser Reikiano...


"Aquele que trabalha com as mãos - é um artesão.


Aquele que trabalha com a mente - é um sábio.


Aquele que trabalha com a inspiração - é um artista.


Aquele que trabalha com a técnica - é um profissional.


Aquele que trabalha com a intuição - é um místico.


Aquele que trabalha com o coração - é um espiritualista.


Aquele que trabalha com as mãos, mente, inspiração, técnica, intuição e com o coração -
 é um Reikiano!

(Autor desconhecido)

.Um trabalho de amor!



 "Quando estamos preparados para acolher uma pessoa, esta pessoa chega com seus sentimentos, que serão trabalhados pelo espelho dos conhecimentos do próprio terapeuta. "Quando o mestre está pronto, os discípulos aparecem.
O trabalho de um terapeuta é um chamado de Deus, cuja missão é a ajuda aos seres vivos.
 A cura através do toque, das palavras e outras técnicas existentes é uma bênção tanto para o terapeuta, como para o cliente e para o universo, pois o trabalho é realizado com amor e compaixão infinita." Aditi prem


segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Cientistas investigam o poder de cura da energia das mãos...


"Reiki e outras práticas são procuradas em busca de alívio e equilíbrio.

O biólogo Ricardo Monezi, mestre em fisiopatologia experimental pela Faculdade de Medicina da USP e pesquisador da unidade de Medicina Comportamental da Unifesp, estudou a fundo a técnica de imposição de mãos conhecida como reiki.

"Na adolescência, ela me ajudou a vencer uma depressão", conta. Seu desafio era provar o que havia vivenciado. Começou o trabalho em camundongos com câncer, tentando derrubar a tese usual de que as terapias complementares produzem só um efeito placebo. "O animal não cria vínculos com o terapeuta imaginando que será curado nem tampouco alimenta qualquer tipo de fé", resume Monezi.

Os ratos foram divididos em três grupos. Um deles não passou por nenhum tratamento; outro foi cuidado com a imposição de mãos; e o terceiro foi apenas coberto com luvas térmicas. Somente os que receberam energia das mãos apresentaram resultados positivos: o sistema imunológico deles teve maior capacidade de destruir os tumores.

"Os dados preliminares apontam que a prática gera mudanças fisiológicas e psicológicas, como a diminuição da depressão, da ansiedade e da tensão muscular, além do aumento do bem-estar e da qualidade de vida.", conta o médico, que agora estuda o efeito do reiki em idosos.

Há uma década, vem crescendo o número de pesquisas realizadas a respeito do que os cientistas chamam de energias sutis. Um dos centros que avaliam o assunto é a respeitada Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. "A física atual não consegue classificar a natureza dessa força, mas vários estudos indicam que se trata de energias eletromagnéticas de baixa frequência", afirma Monezi.

O gastroenterologista Tomás Navarro Rodrigues, do Hospital das Clínicas da USP, realizou uma pesquisa em pacientes com dor torácica não cardíaca em parceria com a Universidade do Arizona, nos EUA. O objetivo foi avaliar os efeitos da técnica de origem japonesa johrei, também baseada em transferência energética. Os que foram submetidos a ela tiveram melhora de 90% nos sintomas.

"A maioria das práticas, chamadas de curas prânicas, vem do Oriente e existe há mais de 6 mil anos", afirma o fisioterapeuta Sílvio Camargo, professor de meditação e ioga e autor do livro "Cura Energética: o Poder Sutil e Curador das Mãos" (Ed. Pensamento).

"Já foram descritas pelos historiadores antigos muito antes da vinda de Cristo. Há referências sobre isso em um papiro encontrado nas ruínas de Tebas, antiga capital do Egito, entre 1550 e 1069 a.C", acrescenta a ginecologista Marlene Nobre, presidente da Associação Médico-Espírita do Brasil (AME-Brasil) e autora do livro "O Passe Como Cura Magnética" (Fé Editora).

A intenção é sanar problemas físicos ou emocionais em sessões em que o terapeuta coloca as mãos sobre a cabeça do paciente, descendo em seguida pelo corpo, mobilizando energia do próprio doador ou do ambiente. Vem dessa crença o hábito de religiosos de estender as mãos durante a oração na tentativa de transmitir as bênçãos ao destinatário da prece. Para Marlene, assim como existe a transfusão de sangue, também é possível transmitir energia."


Márcia Neumann
Fonte:http://www.luzdaserra.com.br/1848/cientistas-exploram-o-poder-de-cura-da-energia-das-maos/ 


sábado, 11 de fevereiro de 2012

Vampiros Emocionais. Vampiros de Energias....

"Quem já não passou pela desagradável experiência de se sentir muito mal ao lado de alguém? Bocejos sucessivos, sonolência, dor de cabeça, irritação, perda de energia, confusão na cabeça, enjôo entre outros. Fenômenos que as vezes  aparecem após um telefonema ou àquela visita inesperada. Mas o pior é quando a pessoa que nos causa tamanho mal faz parte do nosso círculo de amigos, está entre os colegas de trabalho e o pior: na própria família!

Por ser o Brasil um país muito místico, é comum ouvirmos regularmente termos como energia positiva, baixo astral, olho gordo, mau olhado, ambiente carregado, entre outras expressões. Mas na verdade são poucos os que sabem explicar de forma clara e objetiva o que tudo isso significa e o vampirismo energético é um dos fenômenos mais comuns e mais mal esclarecidos que existem.

O ser humano emana ininterruptamente energia para o meio ambiente, impregnando o local onde permanece e atinge também as outras pessoas com suas vibrações pessoais. Cada um de nós possui um padrão energético que é determinado pelo tipo de pensamentos, sentimentos e condição física. 
Todos nós já sentimos antipatias gratuitas por determinadas pessoas, sem sequer manter algum tipo de comunicação com elas. 
O que acontece nesses casos é uma incompatibilidade energética, embora o contato possa até ser amistoso. A mesma regra vale para as relações de simpatia e afinidade.

Resumindo: além de todos os tipos de comunicação possíveis: fala, audição, toque, visão, escrita, entre outros, estamos de forma ininterrupta nos comunicando energeticamente, ou seja, o meu campo energético interage com o do ambiente e com o das pessoas com as quais entro em contato.

O ideal seria uma comunicação sadia, pautada pela troca de energias equilibrada e cooperativa. Mas ainda estamos muito longe disso, alguns acabam sugando muita energia e dando muito pouco em troca, desvitalizando assim os ambientes e as pessoas.

Mas, como são criados os vampiros e por que esse fenômeno acontece? 
Muito simples, um vampiro de energia é uma pessoa que está em profundo desequilíbrio interno. Frustração, baixa auto-estima, ressentimento, complexo de perseguição e de vítima, insegurança e, acima de tudo, o egoísmo são estados psíquicos que fazem com que a configuração energética da pessoa se torne desequilibrada, afetando negativamente outras pessoas, roubando-lhes assim sua energia vital. Alguns chegam a interferir de forma concreta na vida pessoal de suas vítimas: intrigas, fofocas, competição desleal agravam mais a situação.

E o pior é que a vida nas grandes cidades só agrava mais ainda o desequilíbrio das relações entre os seres humanos. O homem moderno se afastou da natureza, que é nossa maior fonte de alimento energético. Não existe nada comparável a um banho de mar, rio ou cachoeira, o contato com plantas e animais, o ar puro de uma montanha ou o silêncio do campo para reciclar e repor as energias. 
Outra fonte importante é o sono e ninguém melhor do que o homem moderno para enumerar os efeitos nocivos das noites mal dormidas. Não temos, portanto, uma fonte eficiente de alimento e troca para reciclar as energias estáticas. 
Somamos a isso nossos desequilíbrios pessoais e o resultado é um contingente enorme de seres desvitalizados e famintos de energia. A única saída para esses seres é roubar da pessoa mais próxima.

A competitividade dos ambientes de trabalho também é outro fator negativo. 
É cada um por si e todos querendo passar a perna em todos. Não somos educados para a cooperação e para a vida em comunidade. Acabamos nos fechando em nosso mundo pessoal e encarando nossos semelhantes como ameaças à nossa felicidade.

NÃO EXISTE UM MÉTODO INFALÍVEL PARA COMBATER OS VAMPIROS, O MELHOR É APRENDER A LIDAR COM ELES
É muito comum o uso de cristais, plantas, florais, defumadores, banhos de ervas e amuletos para combater o ataque dos vampiros. 
Desde que corretamente utilizadas, essas técnicas podem ser de muita ajuda, mas nenhuma delas apresenta cem por cento de eficácia, uma vez que é dentro de nós mesmos que estão as grandes vulnerabilidades e também a grande força para combater esses “amigos famintos”.

A melhor tática é a segurança interior e o conhecimento do modus operandi dos vampiros, ou seja, se eu sei como ele pensa e age, posso estabelecer uma conduta eficaz para combatê-lo.

Existem algumas táticas infalíveis utilizadas pelos vampiros para nos desestabilizar energeticamente e assim roubar nossa força vital. As mais comuns são o medo e a culpa.
 Irritação também desequilibra profundamente nosso campo energético. A regra é: NÃO FAZER O JOGO DO OUTRO. Se você sabe que alguém quer lhe provocar, fique calmo. Observe o outro e descubra suas fraquezas e vulnerabilidades e, a seus olhos, ele deixará de ser um bicho papão.
Não entre na onda de negatividade que está no ar, fuja das conversas fiadas e, por fim, conheça-se muito bem. Se você sabe os seus pontos fracos pode mapear por onde o vampiro tentará o ataque. Cuidar da saúde e vitalidade física e buscar equilíbrio mental e emocional ajudarão no sentido de criar um campo energético forte e menos vulnerável às energias externas.

Outra dica valiosa é cultivar a compreensão e compaixão, que são estados de espírito absolutamente positivos e fortalecedores. Lembre-se que um vampiro, acima de qualquer maldade (90% deles operam de forma inconsciente), são pessoas em profundo desequilíbrio e que precisam de ajuda. 
Embora nunca devamos esquecer que, caso esse ser errante não aceite ajuda e esclarecimento, muitas vezes afastá-lo do grupo é o melhor remédio. É aquela velha história: um fruto podre no balaio…

Mas como nem sempre é possível afastar certas pessoas como um familiar, por exemplo, o melhor é tentar entender porque aquela pessoa está em nossa vida. Muitas vezes as pessoas problemáticas são verdadeiros instrutores na medida em que nos incentivam a cultivar a paciência, a compreensão, a criatividade ou o perdão.
 Mas em qualquer situação a conselho é sempre o mesmo: nunca se misture com a energia do vampiro. Mantenha sempre a calma, o bom humor e a positividade, que sem dúvida são nossas maiores defesas.

Mas antes de apontar o dedo para o próximo descobrindo vampiros em seus relacionamentos, faça um exame profundo em suas atitudes e observe se você não anda ‘pegando emprestado’ a energia dos outros também!

CONHEÇA OS PRINCIPAIS TIPOS DE VAMPIRO

O jornalista Luís Pellegrini, em matéria publicada na Revista Planeta, fez uma relação muito boa dos dez tipos mais comuns de vampiros. Baseados nessa matéria, vamos enumerar alguns. Você também pode descobrir outros tipos. Divirta-se, afinal o bom humor é a melhor defesa!

A) Vampiro Cobrador: Cobra sempre, de tudo e todos. Quando nos encontramos com ele, quer logo saber por que não lhe telefonamos ou visitamos. Se você vestir a carapuça e se sentir culpado, estará abrindo as portas.

O melhor a fazer é usar de sua própria arma, ou seja, cobrar de volta e perguntar porque ele também não liga ou aparece.

B) Vampiro Crítico: Só sabe criticar. Todas as observações são negativas e destrutivas. Vê a vida somente pelo lado sombrio. A maledicência tende a criar na vítima um estado de alma escuro e pesado e abrirá seu sistema para que a energia seja sugada. Diga não às suas críticas. Nunca concorde com ele. A vida não é tão negra assim. Não entre nesta vibração.

C) Vampiro Adulador: é o famoso Puxa-saco. Adula o ego da vítima, cobrindo-a de lisonjas e elogios falsos, tentando seduzir pela adulação. Muito cuidado para não dar ouvidos ao adulador, pois ele simplesmente espera que o orgulho da vítima abra as portas da aura para sugar a energia.

D) Vampiro Reclamador: é aquele tipo que reclama de tudo, de todos, da vida, do governo, do tempo…. Opõe-se a tudo, exige, reivindica, protesta sem parar. È o mais engraçado é que nem sempre dispõe de argumentos sólidos e válidos para justificar seus protestos. Melhor tática é deixa-lo falando e nunca “comprar” a briga dele.

E) Vampiro Inquiridor: Sua língua é uma metralhadora. Dispara perguntas sobre tudo, e não dá tempo para que a vítima responda pois já dispara mais uma rajada de perguntas. 
Na verdade ele não quer respostas e sim apenas desestabilizar o equilíbrio mental da vítima, perturbando seu fluxo normal de pensamentos.Para sair de suas garras, não ocupe sua mente à procura de respostas. Para cortar seu ataque, reaja fazendo-lhe uma pergunta bem pessoal e contundente, e procure se afastar assim que possível.

F) Vampiro Lamentoso: São os lamentadores profissionais, que anos a fio choram suas desgraças. Para sugar a energia da vítima, ataca pelo lado emocional e afetivo. Chora, lamenta-se e faz de tudo para despertar pena. É sempre o coitado, a vítima. Só há um jeito de tratar com este tipo de vampiro, é cortando suas asas . Corte suas lamentações dizendo que não gosta de queixas, ainda mais que não elas não resolvem situação alguma.

G) Vampiro Pegajoso: Investe contra as portas da sensualidade e sexualidade da vítima. Aproxima-se como se quisesse lambê-la com os olhos, com as mãos, com a língua. Parece um polvo querendo envolver a pessoa com seus tentáculos. Se você não escapar rápido, ele irá sugar sua energia em qualquer uma das possibilidades:

Seja conseguindo seduzi-lo com seu jogo pegajoso, seja provocando náuseas e repulsa. Em ambos os casos você estará desestabilizado, e portanto, vulnerável...

H) Vampiro Grilo-Falante: A porta de entrada que ele quer arrombar é o seu ouvido. Fala, absoluto, durante horas, enquanto mantém a atenção da vítima ocupada, suga sua energia vital.

Para livrar-se, invente uma desculpa, levante-se e vá embora.

I) Vampiro Hipocondríaco: Cada dia aparece com uma doença nova. Adora colecionar bula de remédios. Desse jeito chama a atenção dos outros, despertando preocupação e cuidados. Enquanto descreve os por menores de seus males e conta seus infindáveis sofrimentos, rouba a energia do ouvinte, que depois se sente péssimo. O antídoto é saber que é apenas um modo de chamar a atenção, apesar de muitos de seus males serem verdadeiros. Não sinta pena.

J) Vampiro Encrenqueiro: para ele, o mundo é um campo de batalha onde as coisas só são resolvidas na base do tapa. 
Quer que a vítima compre a sua briga, provocando nela um estado raivoso, irado e agressivo. Esse é um dos métodos mais eficientes para desestabilizar a vítima e roubar-lhe a energia.

Não dê campo para agressividade, procure manter a calma.

O VAMPIRO NÃO É O ÚNICO CULPADO

A pergunta mais comum é como se deve fazer para evitar que os ‘outros’ roubem a nossa energia. A primeira sugestão que costumo dar é inverter a pergunta. Não questione como o outro está roubando sua energia e sim como você está deixando que os outros te roubem. Deu para notar a diferença? Quando você inverte as coisas, assume a responsabilidade, retoma o seu poder e toma as rédeas da situação.

Cada um de nós é responsável pela sua energia pessoal, pelo seu bem-estar e pelo rumo dos acontecimentos de sua vida. Se alguém está roubando sua energia ou interferindo negativamente em sua vida é porque você está dando abertura para isso. E quando você sabe onde estão suas vulnerabilidades, seus pontos fracos e onde as portas estão abertas, pode, então, saber como agir e com o tempo ir se fortalecendo e fechando gradativamente as portas para todo o mal.

Existem alguns elementos muito úteis no processo de limpeza e proteção pessoal: banhos de ervas, chás, amuletos, florais, salmos, rezas, passes energéticos ou mediúnicos, reiki, cristais, defumadores, desobsessões, entre outros procedimentos, mas todos eles são apenas paliativos. 
Enquanto a pessoa não mudar sua forma de ser e não alterar traços de seu caráter, continuará aberta a todos os tipos de interferência em sua vida.

VAMPIRO SEMPRE ATACA O SEU PONTO FRACO

Para entrar em seu campo aúrico e roubar a sua energia, o vampiro precisa criar sintonia com você, é preciso que os dois estejam na mesma freqüência vibratória. 

Como a freqüência de um vampiro é sempre baixa e negativa, ele vai tentar deixar você do mesmo jeito. Os recursos que usa são portando, impingir no outro o medo, a culpa, a raiva, o nervosismo, a preocupação, a auto-desvalorização, a revolta e toda a sorte de estados de espírito de baixo nível. Se você fizer o jogo do vampiro, com certeza ficará num estado vibracional tão negativo, que abrirá as portas para que sua energia seja sugada.

A saída mais eficiente é não deixar que o vampiro determine o padrão e o nível da conversa ou do encontro. Tente impor o seu padrão, ou seja, mantenha-se sempre na positividade e no bem. Corte as conversas fiadas, evite pragas e assuntos negativos, queixas repetitivas, revoltas, nervosismos, exaltações e tudo aquilo que rebaixe o tom da conversa. Apenas lembre-se que ajudar um amigo em dificuldade e ouvir um desabafo é outra coisa, é bem diferente daquelas pessoas que ficam se queixando a vida toda, que estão em crises eternas e não fazem nada para sair delas.

Triste é quando você também gosta de se entregar a esse tipo de conversas e relações de baixo nível de energia!!!! Outro problema é quando sua auto-estima é baixa e você permite que pessoas lhe digam o que fazer ou o que é certo para sua vida, ou seja, quando você não tem firmeza de caráter.

Quem vive cheio de medos também é vulnerável às energias negativas: medo de perder o emprego, medo de não ser bom o bastante, medo de perder o afeto das pessoas. Outro fator que nos deixa vulneráveis é a culpa: se você não se sente merecedor das boas coisas que possui, vai acabar entregando o ouro ao bandido, afinal, quem julga que não merece não toma posse energética do que conseguiu e perde facilmente.

A idéia é entender como o vampiro vai atuar para te desestabilizar, para fazer com que você saia da sua positividade e se abra para que ele roube o que você tem. Tem gente que é especialista em nos tirar do sério, não é mesmo? Enquanto não nos vêem tendo um ataque histérico, não sossegam… Mas se você sabe de antemão qual é a intenção dele e como vai fazer para te provocar, pode escolher não fazer o seu jogo e até se divertir com isso.

Procure conhecer suas vulnerabilidades, seus pontos fracos e tudo aquilo que possa deixar você aberto aos vampiros: baixa auto-estima, medos, culpas, traumas, ressentimentos, frustrações, emoções reprimidas, enfim, aquele lado obscuro que muitas vezes tentamos ocultar.

EXERCÍCIO DE VISUALIZAÇÃO CRIATIVA QUE NOS PROTEGE DAS ENERGIAS DO MAL

Imagine um sol bem grande e brilhante acima de sua cabeça. Ela vai descendo lentamente e penetra sua cabeça. O sol vai lentamente descendo até os seus pés, aquecendo e iluminando todo o seu corpo. Depois o sol sobe e vai novamente para a cabeça. Agora rapidamente ele sobe e desce dos pés à cabeça, repetidas vezes. Você pode fazer isso em qualquer hora ou lugar, enquanto fala ao telefone, enquanto trabalha ou sente que a vibração não está boa. Apenas evite fazê-lo enquanto dirige ou manipula equipamentos que exijam muita atenção, caso você tenha facilidade em entrar em estado alterado de consciência. Para facilitar você pode sincronizar o movimento do sol com a sua respiração.

Além de nos colocar em estado vibracional elevado, impedindo assim que nos conectemos com energias de baixo nível, limpa nossos canais energéticos e alinha os chakras."

Autor:Vera Caballero
Fonte:http://almaserena.com.br/

O que vem a ser terapias holísticas?


"Hoje gostaria de falar um pouquinho sobre Terapias Holísticas.

Muito se ouve falar atualmente sobre terapias complementares ou holísticas, porém, muitas pessoas ainda se perguntam, afinal, o que vem a ser essas terapias?

Trata-se de terapias milenares que tiveram sua origem, a grande maioria, no Oriente. Dentre as mais conhecidas podemos citar técnicas corporais como Drenagem Linfática Manual, Shiatsu, Anma, Ayurvedica, Reflexologia, e também técnicas energéticas como o Reiki, a Calatonia, Cromoterapia, Aurículoterapia, Aromaterapia, entre outras.

São técnicas que atuam não somente no nosso corpo físico, mas principalmente no campo energético, com a finalidade de tratar o ser humano como um todo: corpo, mente, emocional e espiritual.

Já há alguns anos a Medicina convencional vem pesquisando com grande interesse algumas dessas técnicas. Existem estudos em hospitais renomados, desenvolvidos por grupos médicos das mais diversas especialidades, que buscam aprofundar o conhecimento na área holística, com o objetivo de experimentá-la e comprovar sua eficácia. 

Os resultados tem sido surpreendentes, especialmente nos distúrbios de ordem psicossomática, partindo do princípio de que a maior parte dos problemas de saúde têm início no nosso emocional. Alguns médicos, inclusive, aderiram ao uso dessas técnicas, como é o caso da Acupuntura, por exemplo. Outros recomendam aos seus pacientes a busca dessas técnicas, como um complemento ao tratamento alopata, seja para fins de relaxamento físico e mental ou pela melhoria geral do quadro clínico observada em diversas experiências.

Muitas técnicas e combinações foram desenvolvidas e combinadas ao longo do tempo, adaptadas às necessidades do Ocidente, gerando novos nomes, porém todas elas com o mesmo objetivo: aliviar o estresse, a dor, propiciar relaxamento e bem estar. Além disso, as técnicas holísticas ou complementares ajudam a minimizar eventuais efeitos colaterais causados pelo uso de fortes medicamentos, muitas vezes necessários em determinados históricos, e, ao contrário, tendem a dinamizar seus efeitos benéficos, agilizando a resposta ao tratamento convencional e, como consequência, auxiliando no resgate da saúde integral das pessoas.

Portanto, as terapias holísticas atuam não somente de forma preventiva, evitando que os distúrbios se instalem, mas também de modo auxiliar (e por isso são tratadas como "complementares"), quando os desequilíbrios físicos já existem, sem interferir ou prejudicar quaisquer outros tipos de tratamento, seja alopático, homeopático ou fitoterápico (lembrando que este último também é considerado uma terapia complementar). 
Diria que as Terapias Holísticas são grandes aliadas da Medicina Convencional e estão se tornando cada vez mais reconhecidas e valorizas pelos resultados significativos que apresentam. Elas atuam especialmente sobre o estado emocional do indivíduo, agindo inicialmente no inconsciente, para que a pessoa possa trazer à consciência suas dificuldades e aprenda a lidar melhor com elas, de modo a contribuir diretamente com a reversão do quadro clínico apresentado. 

Vale ressaltar que é fundamental que a pessoa esteja aberta a esse tipo de tratamento, acredite nos resultados e esteja, de fato, disposta a colaborar proativamente na evolução do mesmo."

Autor:Elisabeth de Mello Immediato

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Características, efeitos e indicações do Reiki...




"Características do Reiki

 "A prática do Reiki está inserida no contexto das práticas terapêuticas alternativas reconhecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).
 A técnica é segura, sem efeitos colaterais ou contra-indicações, sendo compatível e complementar à qualquer outro tipo de terapia ou tratamento.
 Não é um sistema religioso, filosófico, com restrições, dogmas e tabus. Não utiliza talismãs, preces, mentalizações, visualizações, fé ou qualquer objeto para sua aplicação prática.

 É energia pura, não polarizada, sem positivo ou negativo (Yin e Yang).
 Pode ser aplicado no local ou à distância, com sucesso.
 Rompe tempo e espaço e matéria, permitindo desta forma reprogramar eventos passados e coordenar eventos futuros.
 A energia não é manipulativa, pois o praticante simplesmente coloca as mãos e a energia flui na intensidade e na qualidade determinada por quem recebe.
 Não é necessário despir o paciente durante a aplicação, pois a energia penetra através de qualquer material.
 O doador não precisa conhecer o diagnóstico da patologia para efetuar com sucesso um tratamento.

 Reiki energiza e não desgasta o paciente, nem o doador, pois a técnica não se utiliza do "Chi" ou "Ki" de quem aplica, e sim da Energia Vital do Universo.

 Reiki é um ótimo recurso para equilibrar os sete principais chakras ou centros vitais, localizados da base da coluna ao alto da cabeça.
 Alivia dores físicas. 
 Atende a pessoa de forma integral, nos corpos físico, emocional, mental e espiritual.
 Visa o retorno a um estado natural e desejável de bem-estar e felicidade.
 Atua sempre a favor da vida.
 Serve para o auto-tratamento, tratamento de outras pessoas, plantas e animais igualmente. 

Efeitos e indicações do Reiki

Podemos resumir os efeitos do Reiki em cinco aspectos básicos:

 Produz relaxamento profundo.
Indicações: stress, fobias, ansiedade, angústia, insônia, hipersensibilidade, excitação nervosa, irritabilidade, agressividade, preocupação, compulsão.

 Dissolve bloqueios de energia abrindo o fluxo de energia vital.
Indicação: bloqueios energéticos provenientes de traumas, culpas, ressentimentos, mágoas, impotência, medos. 
“A dor é o grito do corpo por energia fluente.”

 Desintoxica.
Indicações: efeitos colaterais de medicamentos, quimioterapia, álcool, fumo, drogas, e toda sorte de intoxicações alimentares. Intoxicação mental e emocional.

 Fornece energia vital universal de cura.
Indicações: estados de cansaço físico, mental e emocional, estados de desenergisação, convalescença, pós-operatório, pré-operatório.

 Aumenta a freqüência vibratória do corpo e sistema sutil.
Indicação: emoções desalinhadas, pensamentos turbulentos e repetitivos, vícios, maus hábitos, morbidez, negatividade, vitimização, auto-obsessão, desesperança, crenças limitantes, raiva, compulsões, manipulação."


Autor: Ula Léa Schreiner (Sandesha)
Fonte:http://www.stum.com.br/

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

As Cores do Arco-Íris - Cromoterapia



"Apesar de existir uma enorme variedade de tonalidades de cores, nós reagimos a sete cores primárias, que são aquelas utilizadas na Cromoterapia. A intensidade ou tom dessa cor é escolhida com base no paciente e no seu caso específico. Em geral, as cores quentes (vermelhos, laranjas e amarelos) provocam sensações de excitação e de energia, enquanto as cores frias (azuis, verdes e roxos) produzem sensações de relaxamento e tranqüilidade.

Vermelho: tem um efeito excitante, estimulante e vitalizante, atraindo a energia. Porém, e como é a mais poderosa de todas as cores, deve ser utilizada com precaução porque se for aplicada em excesso pode aumentar a tensão nervosa e os níveis de irritabilidade.
Indicações Terapêuticas: é utilizado no tratamento da depressão e da anemia, mas também para melhorar a circulação sanguínea e equilibrar a temperatura do corpo, sendo indicado em casos de paralisia. Estimula o sistema nervoso e fortalece o funcionamento do fígado.

Laranja: tem um efeito alegre e anti-depressivo, vitaliza e rejuvenesce. 
Indicações Terapêuticas: é utilizado no tratamento da depressão e no combate ao desânimo, à falta de energia e de força de vontade. Fortalece as funções mentais, estimula o sistema nervoso e ajuda a elevar a pressão sanguínea. É utilizado no tratamento de problemas respiratórios, epilepsia e inflamações, mas também está associado às glândulas supra-renais, ou seja, ao tratamento da vesícula biliar ou de pedra no rim. Favorece a boa digestão e tem efeitos positivos no sistema metabólico.

Amarelo: contém energias positivas e inspiradoras, estimula a atividade mental, promovendo a criatividade, o raciocínio e o otimismo. No entanto, não deve ser utilizado isoladamente, uma vez que pode aumentar o nervosismo, a incerteza, assim como diminuir o sentido de proteção, segurança e estabilidade. 
Indicações Terapêuticas: para além de ajudar a harmonizar o sistema nervoso, é utilizado no tratamento de problemas digestivos, do reumatismo e da artrite (contribui para a dissolução dos depósitos de cálcio nas articulações). O amarelo é apontada como uma cor que fortalece os olhos e os ouvidos, sendo excelente para a pele, nomeadamente para cicatrizar, limpar e melhorar a sua textura.

Verde: promove o equilíbrio entre as energias positivas e negativas, incitando à harmonia e serenidade. Tem um efeito refrescante e tranqüilizador; provoca a sensação de conforto e de bem-estar geral, ou seja, é uma cor completa, que abrange corpo, mente e espírito. No entanto, deve ser utilizado com precaução para não provocar desequilíbrios que podem, por sua vez, aumentar os níveis de insatisfação e de impaciência. 
Indicações Terapêuticas: com propriedades anti-sépticas muito eficazes, é utilizado no tratamento de infecções, desintoxicações, problemas cardíacos e circulatórios.

Azul: é considerada a cor mais curativa de todas, devido ao seu efeito altamente relaxante, apaziguador e sedativo; estimula sensações de paz e é muito potente na devolução da clareza mental.
Indicações Terapêuticas: para além de aliviar dores de cabeça e enxaquecas, reduz a sensação de angústia, tensão e medo, aliviando perturbações nervosas e situações de insónias. É um anti-séptico natural, eficaz contra as dores e o desconforto causado por cortes e queimaduras; é também um anti-inflamatório, utilizado no tratamento de problemas associados aos olhos e à garganta (laringite, amigdalite, papeira…), sendo ainda útil em casos de asma.
  
Anil: ligado às artes e à beleza, eleva a mente, incita aos estados de calma e de serenidade, estimulando ainda as energias criativas. 
Indicações Terapêuticas: tem efeitos analgésicos e calmantes, especialmente em situações de elevada ansiedade ou excitação, é utilizada no tratamento de dor generalizada, inflamações e doenças pulmonares.

Violeta: provoca sensações de liberdade, mas também de equilíbrio e de estabilidade, incitando à meditação e à recuperação da auto-estima. Sendo uma cor bastante potente, existem algumas precauções a seguir, no sentido em que o uso excessivo do violeta pode provocar estados alterados de consciência. 
Indicações Terapêuticas: eficaz para acalmar o sistema nervoso e no combate das neuroses, é um desintoxicante natural que devolve saúde às células e tecidos do organismo, assim como a energia física ao corpo. Também é utilizado no tratamento de problemas dermatológicos, nomeadamente doenças do couro cabeludo. Os seus poderes apaziguadores são ainda eficazes no tratamento de dores musculares e lombares. 

O preto e o branco são extremos opostos. O branco absorve e reflete todas as cores, sendo que o organismo reage positivamente ao branco ao libertar energias negativas e sensações de peso resultantes de doenças diversas.
 O preto, por sua vez, absorve todas as cores, mas não reflete nenhuma; por norma não é utilizada devido às suas conotações negativas e porque não incita à harmonia. No entanto, o preto pode ser utilizado em conjunto com outras cores, caso do tratamento de insonia: recorre-se à cor violeta que tem características espirituais e calmantes, mas também ao preto, que simboliza a noite e o descanso."

Fonte:bemtratar.com/artigos/cromoterapia-terapia-colorida

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Atitudes Erradas Jogam Energia Pessoal no "lixo"...



por Franco Guizzetti
"A perda de energia pessoal pode ser manifestada de várias formas, tais como:


• falha de memória (o famoso "branco")
• cansaço físico
• o sono deixa se ser reparador
• ocorrência de doenças degenerativas e psicossomáticas
• quando um sofá confortável diante da TV se torna mais convidativo do que outras atividades,  diminui a velocidade das atividades
• os projetos são "aposentados" para economizar energia
• o crescimento pessoal, a prosperidade e a satisfação diminuem
• os talentos não se manifestam mais por falta de energia
• o magnetismo pessoal desaparece
• medo constante de que o outro o prejudique, aumentando a competição, o individualismo e a agressividade
• falta proteção contra as energias negativas e aumenta o risco de sofrer com o "vampiro energético"

A terapeuta holística Vera Caballero, elaborou uma lista de atitudes pessoais capazes de esgotar as nossas energias. Conhecendo cada dessas ações para evitar a "crise energética pessoal". Veja:

1- Maus hábitos e falta de cuidado com o corpo:

Descanso, boa alimentação, hábitos saudáveis, exercícios físicos e o lazer são sempre colocados em segundo plano. A rotina corrida e a competitividade fazem com que haja negligência em relação a aspectos básicos para a manutenção da saúde energética.

2- Pensamentos obsessivos:

Pensar gasta energia, e todos nós sabemos disso. Ficar remoendo um problema cansa mais do que um dia inteiro de trabalho físico.. Quem não tem domínio sobre seus pensamentos -mal comum ao homem ocidental-, torna-se escravo da mente e acaba gastando a energia que poderia ser convertida em atitudes concretas, além de alimentar ainda mais os conflitos. Não basta estar atento ao volume de pensamentos, é preciso prestar atenção à qualidade deles. Pensamentos positivos, éticos e elevados podem recarregar as energias, enquanto o pessimismo consome energia e atrai mais negatividade para nossas vidas.

3- Sentimentos tóxicos:

Choques emocionais e raiva intensa também esgotam as energias, assim como ressentimentos e mágoas nutridos durante anos seguidos. Não é à toa que muitas pessoas ficam estagnadas e não são prósperas. Isso acontece quando a energia que alimenta o prazer, o sucesso e a felicidade é gasta na manutenção de sentimentos negativos. Medo e culpa também gastam energia, e a ansiedade descompassa a vida. Por outro lado, os sentimentos positivos, como a amizade, o amor, a confiança, o desprendimento, a solidariedade, a auto-estima, a alegria e o bom-humor recarregam as energia e dão força para empreender nossos projetos e superar os obstáculos.

4- Fugir do presente:

As energias são colocadas onde a atenção é focada. O homem tem a tendência de achar que no passado as coisas eram mais fáceis: "bons tempos aqueles!", costumam dizer. Tanto os saudosistas, que se apegam às lembranças do passado, quanto aqueles que não conseguem esquecer os traumas, colocam suas energias no passado. Por outro lado, os sonhadores ou as pessoas que vivem esperando pelo futuro, depositando nele sua felicidade e realização, deixam pouca ou nenhuma energia no presente. E é apenas no presente que podemos construir nossas vidas.

5- Falta de perdão:

Perdoar significa soltar ressentimentos, mágoas e culpas. Libertar o que aconteceu e olhar para frente. Quanto mais perdoamos, menos bagagem interior carregamos, gastando menos energia ao alimentar as feridas do passado. Mais do que uma regra religiosa, o perdão é uma atitude inteligente daquele que busca viver bem e quer seus caminhos livres, abertos para a felicidade. Quem não sabe perdoar os outros e si mesmo, fica "energeticamente obeso", carregando fardos passados.

6- Mentira pessoal:

Todos mentem ao longo da vida, mas para sustentar as mentiras muita energia é gasta. Somos educados para desempenhar papéis e para não para sermos nós mesmos -a mocinha boazinha, o machão, a vítima, a mãe extremosa, o corajoso, o pai enérgico, o mártir e o intelectual. Quando somos nós mesmos, a vida flui e tudo acontece com pouquíssimo esforço.

7- Viver a vida do outro:

Ninguém vive só e, por meio dos relacionamentos interpessoais, evoluímos e nos realizamos, mas é preciso ter noção de limites e saber amadurecer também nossa individualidade. Esse equilíbrio nos resguarda energeticamente e nos recarrega. Quem cuida da vida do outro, sofrendo seus problemas e interferindo mais do que é recomendável, acaba não tendo energia para construir sua própria vida. O único prêmio, nesse caso, é a frustração

8- Bagunça e projetos inacabados:

A bagunça afeta muito as pessoas, causando confusão mental e emocional. Um truque legal quando a vida anda confusa é arrumar a casa, os armários, gavetas, a bolsa e os documentos, além de fazer uma faxina no que está sujo. À medida em que ordenamos e limpamos os objetos, também colocamos em ordem nossa mente e coração. Pode não resolver o problema, mas dá alívio. Não terminar as tarefas é outro "escape" de energia. Todas as vezes que você vê, por exemplo, aquela blusa de tricô que não concluiu, ela lhe "diz" inconscientemente: "você não me terminou! Você não me terminou!" Isso gasta uma energia tremenda. Ou você a termina ou livre-se dela e assuma que não vai concluir o trabalho. O importante é tomar uma atitude.

O desenvolvimento do auto-conhecimento, da disciplina e da determinação farão com que você não invista em projetos que não serão concluídos e que apenas consumirão seu tempo e energia.

9 - Afastamento da natureza:

A natureza, nossa maior fonte de alimento energético, também nos limpa das energias estáticas e desarmoniosas. O homem moderno, que habita e trabalha em locais muitas vezes doentios e desequilibrados, vê-se privado dessa fonte maravilhosa de energia. A competitividade, o individualismo e o estresse das grandes cidades agravam esse quadro e favorecem o vampirismo energético, onde todos sugam e são sugados em suas energias vitais.


SINTONIA

É no mundo mental que se processa a gênese de todos os trabalhos da comunhão de espírito a espírito, não obstante as possibilidades de fenômenos naturais, no campo da matéria densa... Daí procede a necessidade de renovação idealística, de estudo, de bondade operante e de fé ativa, se pretendemos conservar o contato com os Espíritos da Grande Luz.

Simbolizemos nossa mente como sendo uma pedra inicialmente burilada. Tanto quanto a do animal, pode demorar-se, por muitos séculos, na ociosidade ou na sombra, sob a crosta dificilmente permeável de hábitos nocivos ou de impulsos degradantes, mas se a expomos ao sol da experiência, aceitando os atritos, as lições, os dilaceramentos e as dificuldades do caminho por golpes abençoados do buril da vida, esforçando-nos por aperfeiçoar o conhecimento e melhorar o coração, tanto quanto a pedra burilada reflete a luz, certamente nos habilitamos a receber a influência dos grandes gênios da Sabedoria e do Amor, gloriosos expoentes da imortalidade vitoriosa, convertendo-nos em valiosos instrumentos da obra assistencial do Céu, em favor do reerguimento de nossos irmãos menos favorecidos e para a elevação de nós mesmos às regiões mais altas.

A fim de atingirmos tão alto objetivo é indispensável traçar um roteiro para a nossa organização mental, no Infinito Bem, e segui-lo sem recuar. Precisamos compreender - repetimos - que nossos pensamentos são forças, imagens, coisas e criações visíveis e tangíveis no campo espiritual. Atraímos companheiros e recursos, de conformidade com a natureza de nossas idéias, aspirações, invocações e apelos. Energia viva, o pensamento desloca, em torno de nós, forças sutis, construindo paisagens ou formas e criando centros magnéticos ou ondas, com as quais emitimos a nossa atuação ou recebemos a atuação dos outros.

Nosso êxito ou fracasso dependem da persistência ou da fé com que nos consagramos mentalmente aos objetivos que nos propormos alcançar. Semelhante lei de reciprocidade impera em todos os acontecimentos da vida. Comunicar-nos-emos com as entidades e núcleos de pensamentos, com os quais nos colocamos em sintonia. Mentes efermicas e perturbadas assimilam as correntes desordenadas do desequilíbrio, enquanto que a boa vontade e a boa intenção acumulam os valores do bem.

Ninguém está só.

Cada criatura recebe de acordo com aquilo que dá. Cada alma vive no clima espiritual que elegeu, procurando o tipo de experiência em que situa a própria felicidade. Estejamos, assim, convictos de que os nossos companheiros na Terra ou no alem são aqueles que escolhemos com as nossas solicitações interiores, mesmo porque segundo o antigo ensinamento evangélico, "teremos nosso tesouro onde colocamos o coração".   Emmanuel - Chico Xavier

Oração pela Paz do Universo !



Hoje, renuncio a todas as armas do ódio e agressão em meus pensamentos, palavras e atos.

Hoje, renuncio aos ressentimentos e mágoas que me levaram a atacar os outros e prejudicar-me.

Hoje, renuncio a todas as idéias de cinismo e julgamento, a todas as palavras destrutivas e a todos os atos de vingança e violência contra a mim e contra os outros.

Hoje, limpo-me de todos os pensamentos e palavras de ataque, a fim de que eu possa dar os passos necessários para instalar a paz em meu coração e oferece-la ao mundo.

Hoje, não me deixe esquecer que cada ato meu é importante para construir a paz no mundo.

Hoje, abro meu coração para enviar energia do amor a todos os líderes mundiais.

Hoje, abro meu espírito para construir  um mundo em que a agressão e a violência se transformem em solidariedade e compaixão.

Hoje, abro meus olhos para conscientizar-me de tudo o que posso fazer ou dizer para promover a presença da Paz.

Hoje reconheço que a paz começa comigo.

Hoje, eu me entrego confiantemente em Suas Mãos.

Dedico cada idéia que penso cada palavra que digo e cada um dos meus atos à criação, manutenção e propagação da Paz.

Faça com que a Luz da Paz reine em mim.

Que a presença da Paz reine em mim.

Faça com que o poder da Paz irradie de mim e através de mim!

Que a Paz envolva todo o Universo!

Que a Paz Prevaleça entre todos os Seres da Criação! 

Assim é!... Assim seja!


quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Videos sobre a aplicação do Reiki..

                                            Reiki em Estudo na UNIFESP




                                           Reiki em Hospitais



Reiki e traumas psicológicos...(ajudando a reduzir a dor emocional)


"Em algum momento da vida de um ser humano há uma chance provável que experimente algum tipo de trauma, seja ele físico ou emocional. 

Os efeitos do incidente traumático vão passar, se não imediatamente, então dias, semanas ou meses mais tarde.

Para alguns indivíduos, a escuridão do trauma vai durar anos, afetando a sua vida cotidiana, assim como a vida daqueles ao seu redor.

Saiba como Reiki pode ajudar a reduzir a dor emocional do trauma. 

Os ferimentos do trauma físico podem, eventualmente, curar, mas as feridas invisíveis do trauma emocional ou psicológico podem durar uma vida inteira - o que resulta em transtorno de estresse pós-traumático (TEPT), uma condição emocionalmente incapacitante. Não sendo tratado pode experimentar crises intensas de depressão prolongada, explode inesperadamente em raiva com pouca provocação ou viver constantemente no limite. Uma pessoa com transtorno de estresse pós traumático pode saltar de emprego em emprego, ou até mesmo permanecer desempregado por anos. Em casos extremos, muitos acabam sem-teto, sem amigos ou família para apoiá-los. 

Muitas formas de trabalho corporal foram encontrados para ajudar a restaurar o equilíbrio de indivíduos com TEPT. Diversas técnicas que utilizam as mãos ajudam a reduzir o estresse e diminuir a produção do corpo de cortisol. A produção de cortisol aumenta com o estresse prolongado e afeta a pressão arterial, os níveis de insulina, função imune e resposta inflamatória do organismo. 

Pessoas com transtorno pós traumático pode não estar abertas a certas formas de massagem terapêutica, especialmente para aquelas que sofreram abuso sexual ou violência doméstica. Para elas, a resposta pode ser para começar com o trabalho que é menos intrusivo. Uma modalidade tal é o Reiki. Reiki é feito com o cliente completamente vestido e pode ser feito sentado ou deitado em uma mesa de massagem. O praticante pode colocar as suas mãos levemente sobre o corpo do cliente, ou mantê-las a 3-5 centímetros de distância. 

Reiki nas forças armadas 

A prática do Reiki também tem sido utilizada para os militares. Em julho de 2007, Dr. João Fortunato, um veterano do Vietnã, psicólogo clínico e ex-monge beneditino começou a Restauração Fort Bliss e centro de Resiliência no Texas. O centro, que oferece meditação, yoga, massagem e Reiki, além de outros métodos de cura holística, foi elogiado por ambos secretários, o de Defesa, Robert Gates (no Office 2006 - 2011), bem como pelo Chefe do Estado Maior, o General George Casey (no cargo 2007 - 2011) que foi citado como dizendo que o programa, que trata soldados que retornavam com diagnóstico de transtorno de estresse pós-traumático (PTSD), deve ser aplicado em todo o militar. O programa atual é para os soldados que voltaram do Afeganistão e do Iraque, experientes PTSD ou outro trauma e querem ficar no Exército. As estatísticas indicam que mais de 40.000 soldados que serviram nas arenas foram diagnosticados com PTSD. 

Além do que os militares estão fazendo, outras organizações, tais como Honra-a-Veteran.org oferecerem Reiki, bem como outros serviços aos veteranos e suas famílias, geralmente gratuitamente ou por um preço com desconto. Massagistas e outros profissionais podem se inscrever com esta organização para se envolverem neste programa.

Outras formas de benefício com o Reiki 

O corpo e a mente podem sofrer de outros tipos de trauma emocional. Por exemplo, quando uma pessoa aprende que tem uma doença grave, ou está programado para a cirurgia, seu corpo e a mente podem reagir à informação de tal forma a criar uma espécie de desequilíbrio em sua energia. Administrar Reiki antes e depois de um evento como esse pode ajudar a manter e restaurar o equilíbrio. Isso, então, permite que o corpo e a mente curarem-se através do uso de energia positiva.

Muitos hospitais em todo os Estados Unidos já estão usando Reiki como terapia complementar para os seus pacientes por causa dos benefícios - especialmente pré e pós-cirurgia. 
A coisa maravilhosa sobre Reiki é que uma vez treinados e em sintonia, você, como um terapeuta de massagem, terão mais uma opção para oferecer aos seus clientes. É uma forma gentil, não-intrusiva de trabalho e uma poderosa energia que reduz a ansiedade e o estresse, que ativa a habilidade do corpo e da mente de cura natural. Se você é treinado como um Mestre de Reiki, você também pode ensinar o seu cliente para auto-administrar Reiki, que pode ir muito longe para manter o trabalho já feito com eles." 

Nota do Editor: Enquanto o Reiki tem se mostrado seguro, não deve ser usado como um substituto para cuidados médicos. Para doenças graves, sempre procurar a ajuda de um médico licenciado ou outro profissional de saúde. 

Fonte: Institute for Integrative Healthcare Studies - Pesquisa Espaço Luz e Vida - Reiki
Autoria: Elaine L. Teles



Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...