Páginas

Orgonite Energia Positiva

Orgonite Energia Positiva

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Benefícios do Reiki..


"Reiki é uma terapia que trabalha a nível emocional, mental e espiritual e pode mudar muita coisa na sua vida, aqui estão exemplos práticos dessas mudanças:

* Reiki acalma, reduz o stress e provoca no organismo uma sensação de profundo relaxamento, conforto e Paz.

* Reiki pode trazer-lhe uma clareza espiritual que antes não sentia.

* Reiki oferece-lhe uma sensação de alívio emocional durante o tratamento e até prolongando-se após a aplicação. O Reiki ajuda no processo de libertação das emoções.

* Reiki limpa e clarifica o seu campo energético.

* Reiki alivia a dor.

* Reiki consegue aumentar o nivel e a qualidade do sangue que circula no nosso organismo, conseguindo mesmo fazer parar pequenas hemorragias.

* Reiki consegue “limpar” os nossos órgãos como o fígado, rins, as artérias e outros.

* Reiki é seguro no tratamento de doenças crónicas e agudas, doenças relacionadas com stress e desordens, como nos casos de sinusite, rinite, menopausa, cistite, asma, fadiga crónica, artrite, ciática, insónia, depressão, apenas para mencionar algumas delas.

* Reiki acelera o processo de recuperação em caso de cirurgia ou doença de longo termo. Reiki tem ainda a capacidade de reduzido os efeitos secundários e ajustar a ajuda aos tratamentos tradicionais do paciente. Por exemplo um paciente sujeito a quimioterapia que receba Reiki durante o mesmo processo nota uma redução significativa dos efeitos secundários do tratamento.

* Reiki pode ser aplicado às plantas, animais, comida, água, dirigido ao Nosso Planeta Terra.

* Reiki purifica os ambientes e remove as “más” energias ou espíritos, seja do seu escritório, da sua casa, carro, jardim ou divisão da casa, onde quer que seja o local, você pode canalizar energia e purificar o ambiente.

* Reiki ajuda atletas a recuperar mais rápidamente das suas lesões e entrar mais rapidamente na sua actividade.

* Reiki é para todos, ele cura adultos, idosos, crianças e bebés, os seus animais, as suas plantas e até mesmo o Planeta Terra, se assim o desejar, tudo está dentro do pensamento e amor que emite na prática do mesmo.

* Reiki é para animais, é claro que sim, eles ajudam-nos a recuperar de doenças, situações de stress, separações e ansiedades, traumas. Os animais devem sempre ser tratados como membros da nossa familia, mas atenção o Reiki não substitui os cuidados médicos que os mesmos possam necessitar.

* Reiki é energia positiva, nunca pode causar qualquer mal a nada e nem a ninguém. A Energia do Reiki é amor no estado puro, todo o Terapeuta ao aplicar Reiki a si ou ao próximo deverá estar num estado de Amor Incondicional e perfeita União com Deus e o Universo!"

20 - A preparação para aplicar Reiki

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

TECNICAS de MEDITACAO - legendado portugues

O que realmente acontece em uma sessão terapeutica? por Dr Milton Cesar Ferlin Moura


"Para compreender todas as dimensões envolvidas em uma sessão terapêutica temos que sair da linearidade de raciocínio na qual estamos habituados a pensar. Trazendo o conceito de cérebro integral para essa discussão temos que considerar os aspectos da totalidade de ambos os hemisférios cerebrais. As características das atividades que são expressas pela consciência usando o cérebro esquerdo como veículo de representação são diferentes daquelas expressas pelo cérebro direito. Intuição e racionalidade fazem parte da totalidade da consciência, mas a ciência só valida cientificamente, através da metodologia científica, aqueles aspectos do cérebro esquerdo. Aspectos externos e grosseiros percebidos pelos órgãos dos sentidos e/ou os percebidos através da instrumentação óptica (microscópio ou telescópio). A realidade, segundo a ciência materialista, pertence a apenas um único domínio: o fato manifesto.

Estudar a fisiologia humana e compreender os fenômenos que ocorrem abaixo de nossas percepções faz da vida um “milagre”. O processo de cicatrização do corpo humano é algo simplesmente fantástico. Qual Inteligência coordena as ações de células capazes de regenerar um tecido? Quem coordena todos as etapas envolvidas no processo de coagulação do sangue? Você já sangrou alguma vez? Pois bem, você não teve que racionalmente enviar suas células para o local do sangramento com a finalidade de estancar o mesmo. As células sabem o que fazer nessa situação. Simultaneamente, outras células envolvidas no processo de regeneração do tecido começam a exercer a sua função e cicatrizam o tecido. O corpo possui uma sabedoria inata que conhece o caminho da cura. Pena que a medicina ainda não reconhece isso!

A ciência não admite o propósito, a finalidade da evolução. Essa Inteligência do corpo é fruto do acaso e da necessidade, dizem os materialistas. Essa automaticidade adquirida através de um processo evolutivo sem propósito precisa ser urgentemente revista. Temos que admitir um propósito em nossa evolução. Dessa forma, estaremos livres para acessar a sabedoria de nosso corpo e chegarmos bem próximos da compreensão do processo de cura. Tanta dor, tanto sofrimento, tantas doenças agudas e crônicas merecem uma abordagem mais integral, valorizando todos os aspectos que fazem parte de qualquer um de nós. Valorizar nossas intuições, nossas noções superiores, nossos valores tão marginalizados hoje em nossa sociedade.
 Valorizar nossos pensamentos que são verdadeiras informações energéticas de significado, tanto desses valores quanto dos sentimentos. Sentimentos, esquecidos da equação de qualquer etiologia patológica. Várias vezes tornaram-se evidências científicas, mas sem um aprofundamento real de sua participação no processo de adoecer e também no processo de cura. Chegamos ao físico, única realidade palpável, testável e medível que temos para trabalhar cientificamente. Quem disse que tem que ser dessa forma? A realidade ocorre em dois domínios: Possibilidades e fato manifesto. 

Os aspectos sutis ocorrem no domínio das possibilidades, campo transcendente, movimento rápido, matéria sutil com velocidades altas, caracterizam os aspectos internos, particulares. Os aspectos grosseiros ocorrem no domínio do fato manifesto, dimensão espaço-tempo, movimento lento, matéria densa com baixas velocidades, caracterizam os aspectos externos, compartilháveis. Ambos os domínios constituem a realidade formando um todo, uma integralidade, uma totalidade.

Quando uma pessoa procura por uma terapia ela traz a sua bagagem. O especialista terapeuta tem a sua própria bagagem. Ambos, nos minutos transcorridos durante a sessão, estabelecem uma conexão não local. Enfatizo aqui os aspectos sutis envolvidos nessa sessão com os conhecimentos dos princípios da física quântica. Admitido que a mente existe além do cerébro, admitido que há a possibilidade de conexão não local entre a matéria sutil que compõe os pensamentos e sentimentos de ambos, admitido que a intenção coerente em obter essa conexão pode ressoar com a intenção da sabedora inata de ambos os envolvidos na sessão, pode-se concluir que a complexidade dos aspectos envolvidos em cada sessão terapêutica está muito além das interações materias de átomos e moléculas que constituem o físico de ambos.
 A consciência é a base de tudo e escolhe a sua realidade em contextos, em pensamentos, em sentimentos e também no físico. A comunicação entre todos esses aspectos sutis ocorre sem troca de sinais, ocorre de forma não local. A comunicação desses aspectos sutis com o corpo físico ocorre obedecendo o princípio da hierarquia entrelaçada, onde os campos morfogenéticos tocam no corpo físico uma sinfonia específica criando uma representação dessa informação através das moléculas da emoção (neurotransmissores e receptores opiódes).

Capacidade de análise, pensar por palavras, conhecimento científico adquirido são aspectos coordenados pelo hemisfério esquerdo. Capacidade de síntese, pensar por imagens, intuição são aspectos coordenados pelo hemisfério direito. Ambos são importantes e compõe a totalidade da consciência. Atualmente, valoriza-se apenas os aspectos lógicos coordenados pelo lado esquerdo do cérebro. O lado direito é pouco valorizado e até mesmo sabotado e negligenciado. Precisamos de ambos em uma sessão terapêutica holística. Conhecimento e intuição. Noções de anatomia e fisiologia bem como valorizar a intuição. Dessa maneira, tem-se a possibilidade de desenvolver um “pensamento lateral” envolvendo a integralidade dos hemisférios. Unir e integrar os aspectos do físico com seus órgãos, endócrinas, partes do corpo, circulação sanguínea, circulação linfática, sistema nervoso central e periférico, química do corpo, e a maneira como tudo isso interage com o ambiente, com os traumas emocionais adquiridos nos relacionamentos, com memórias passadas, com crenças construídas ao longo da vida. Pode-se valorizar agora a interação das percepções do ambiente (chefe soberbo, colega de trabalho desonesto, vizinho que incomoda, cachorro latindo altas horas da madrugada, pai e mãe austeros, irmãos incompreensíveis) ou seja, todos os aspectos do ambiente que carregam uma informação para a nossa biologia e interagem com a mesma. Nesse processo, contextos, pensamentos e sentimentos estão envolvidos. Significados errados, bloqueios energéticos nos centros vitais, mecanismos biológicos alterados. Essa dinâmica é essencial e necessita ser compreendida por todos nós e também pelos que se propõe a arte da terapia.

Diante disso, pode-se intervir em todas essas esferas que constituem o processo de adoecer e criar uma “fórmula energética”, um “quimismo energético” que circulará pelo organismo promovendo o refazimento do físico ao envolver todos os aspectos sutis da consciência. As vezes, a síndrome do pânico, por exemplo, é apenas uma percepção equivocada do ambiente em que essa pessoa está inserida e que a faz dar significados a contextos de forma equivocada. As vezes a placa de aterosclerose que obstruiu uma artéria coronária está sendo acelerado por um processo íntimo, subconsciente, de incapacidade em expressar suas emoções por influências de épocas longíquas. Essa “fórmula energética” a faria reinterpretar o ambiente de forma mais amena e perceber que o que a fez adquir a doença, o desequilíbrio, agora pode ser reinterpretado e fornecer novas informações para o DNA sintetizar uma proteína sadia. Essa talvez seja a tão sonhada medicina do futuro!! Estou atrás dela!!! Esses aspectos da integralidade são separados por limitações nossas. Temos que mudar o paradigma. A matéria não é a base de tudo. Ela é uma das opções da consciência. Essa, sim, é a base de tudo.

Acreditem, em uma sessão terapeutica tanto o “especialista” quanto o “paciente” estão sendo “tratados” na mesma sessão. Isso mesmo!!! Ambos estão envolvidos no processo. Tirar o EGO em acreditar que o especialista está curando o paciente. Não, o especialista está apenas despertando a sabedoria inata em conseguir a cura ou o refazimento e, nesse processo, recebe da sua própria sabedoria inata o que é necessário para o seu crescimento e/ou transformação. Entrar em uma sessão terapeutica com essa intencão e compreensão abrirá uma enorme oportunidade de ambos crescerem com a dinâmica do processo. Acreditem!

Abraços fraternos

Milton."

Autor:Dr. Milton Cesar Ferlin Moura

quinta-feira, 26 de julho de 2012

REIKI-EFEITOS COLATERAIS


(...)O REIKI atua de forma holística, ou seja, nos corpos físico, emocional, mental e espiritual, indo a energia para onde está o problema agudo ou crónico. Por isso, os clientes têm as mais diversas reações durante e após as primeiras sessões.
Ao longo da sessão de REIKI, em alguns casos, o cliente pode reviver cenas, situações e emoções reprimidas ligadas ao seu passado, facilitadas através da abertura do inconsciente pelo REIKI. Chamamos essa liberação de lixo psíquico de transbordamento emocional , cuja consequência poderá ser a de uma crise de choro.

Há vezes em que os clientes podem ter reações de libertação bastante intensas, desagradá­veis e sérias. Estas são mais constantes no início do tratamento, fazendo com que a pessoa se sinta pior do que antes dele começar. A piora temporária é proporcional à quantidade de material tóxico retido nas células mortas ou em mau funcionamento do corpo. A maior parte desta libertação de toxicinas acumuladas vem do fígado, mas também da pele bloqueios no sistema Sintático, cardiovascular, pulmões e trato gastrointestinal. O REIKI é libertação, limpa tudo com grande força purificadora, mas não é fácil o corpo inteiro se desintoxicar

Comum a todas as terapias holísticas inclusive na homeopatia, essa liberação normal e saudável de toxinas do corpo é conhecida como crise curativa (catarse); um desafio que nos mostra que devemos ir mais fundo, desintoxicando o corpo. Sem essa liberação, o trauma permanece reprimido no interior, curando apenas superficialmente e não plenamente, podendo retornar o mal estar
É claro que nem todos os clientes a vivenciam, pois o REIKI age muito individualmente. A severidade das reações nos mostra o quão intoxicado o cliente realmente estava. Este processo de cura permite-the ficar livre para penetrar em áreas totalmente novas do próprio ser. tomando a alma e a mente mais felizes, simplesmente pela livre circulação sutil da energia que estava bloqueada. O melhor remédio para isso é descansar e beber muita água, fazer refeições leves ou uma dieta de líquidos por alguns dias. Dentro do período de algumas horas a, no máximo, vinte e um dias, o cliente se sentirá muito melhor. Este período nos lembra dos vinte e um dias de purificação após a iniciação no REIKI.

Reikimore, Fidelidade no Reiki

terça-feira, 17 de julho de 2012

OSHO: SER TERAPEUTA...


"Terapia é basicamente uma função do amor, e o amor somente flui quando não há ego. Você só pode ajudar o outro na medida em que você não é egoísta. No momento em que o ego entra, o outro se torna defensivo. O ego é agressivo; ele cria uma necessidade automática no outro de ser defensivo. O amor é não-agressivo. Ele ajuda o outro a permanecer vulnerável, aberto, não-defensivo. Portanto, sem amor não há terapia.

Terapia é uma função do amor. Logo, com ego você não pode ajudar. Você pode até mesmo destruir o outro. Em nome de ajuda você pode até mesmo obstruir o seu crescimento. Mas a psicologia ocidental está numa bagunça.

A primeira coisa: a psicologia ocidental ainda pensa em termos de um ego saudável. E o ego nunca pode ser saudável. É uma contradição do próprio termo. Ego, em si, é doença. O ego não pode nunca ser saudável. O ego está sempre levando você em direção a mais e mais doença. Mas a psicologia ocidental pensa (toda a mentalidade ocidental tem sido) que as pessoas estão sofrendo de egos fracos.

 As pessoas não estão sofrendo de fraqueza do ego, mas de muito egoísmo. Mas se a sociedade é orientada pela mentalidade masculina, orientada pela agressividade, o único desejo da sociedade é como conquistar tudo, então naturalmente você tem que abandonar tudo o que é feminino em você, você tem que abandonar metade do seu ser na escuridão – e você tem de viver com a outra metade. A outra metade nunca pode ser saudável, porque a saúde vem da totalidade. O feminino tem de ser aceito. O feminino é o não-ego, o feminino é receptividade, o feminino é amor.

Uma pessoa realmente saudável é alguém que está totalmente equilibrada entre o masculino e o feminino. De fato, é alguém cuja masculinidade foi cortada, destruída por sua feminilidade, que transcendeu a ambos, que não é masculino nem feminino – que simplesmente é. Você não pode categorizá-lo. Este homem é pleno, e este homem é são. E para este homem, no Oriente, nós sempre olhamos como o Mestre.

No Oriente, nós não criamos nada paralelo ao psicoterapeuta. O Oriente criou o Mestre, o Ocidente criou o psicoterapeuta. Quando as pessoas estão mentalmente perturbadas, elas vão à um psiquiatra no Ocidente; no Oriente elas vão à um Mestre. A função do Mestre é totalmente diferente. Ele não o ajuda a atingir um ego mais forte. Na verdade, ele faz você sentir que o ego que você tem já é demais. Abandone-o! Deixe-o ir!
Uma vez que o ego foi abandonado, subitamente você é um, pleno e fluídico. E não há nenhum bloco e nenhum obstáculo…

No Oriente, a nossa abordagem é de que o terapeuta não tem de fazer nenhum trabalho. O terapeuta torna-se simplesmente um veículo para a energia de Deus. Ele tem somente que estar disponível como um bambu oco, de maneira que Deus passe através dele. O curador tem de se tornar simplesmente uma passagem.

O paciente é um homem – aos olhos orientais – que perdeu o seu contato com Deus. Ele se tornou muito egoísta, e perdeu o seu contato com Deus. Ele criou uma tal muralha da China a sua volta que ele não sabe mais o que Deus é, ele não sabe mais o que é a totalidade. Ele está totalmente desconcertado das raízes, da própria fonte da vida. É por isso que ele está doente – mentalmente, fisicamente ou de qualquer outra maneira. A doença significa que ele perdeu a trilha da fonte. O curador (healer), o terapeuta no Oriente, tem como função conectá-lo com a fonte novamente. Ele perdeu a fonte, mas você ainda tem a conexão.

Você segura a mão da pessoa. Ela está escondida atrás de uma parede. Deixe-a estar escondida por detrás da parede. Mesmo se você puder segurar a sua mão através de um buraco na parede… se ela pode confiar em você, ela não pode confiar num Deus, ela não sabe o que Deus significa.
A palavra tornou-se sem sentido para ela. Mas ela pode confiar no terapeuta, ela pode dar a mão ao terapeuta.
 O terapeuta está vazio, simplesmente em sintonia com Deus, e a energia começa a fluir. E esta energia é tão vital, tão rejuvenescedora, que mais cedo ou mais tarde ela dissolve aquelas muralhas da China em volta do paciente, ele tem um vislumbre do não-ego. Este vislumbre o faz são e pleno, nada mais o faz são e pleno.

Portanto, se o próprio terapeuta é um egoísta, então é impossível. Ambos são prisioneiros. Sua prisões são diferentes, mas eles não podem ser de grande ajuda. Toda a minha abordagem sobre terapia, é de que o terapeuta tem de tornar-se um instrumento de Deus. Eu não estou dizendo não saiba o know-how. Saiba o know-how! – mas faça este know-how disponível para Deus. Deixe Ele usá-lo.
 Aprenda psicoterapia, aprenda todos os tipos de terapias. Saiba tudo o que é possível saber, mas não se prenda- a isto. Ponha isto lá, deixe Deus estar disponível através de você. Permita Deus através de todo o seu know-how, permita à Deus fluir através de seu know-how. Deixe-o ser a fonte da cura e da terapia. Isto é que é amor.

O amor relaxa o outro. O amor dá confiança. ao outro. O amor banha o outro, cura as suas feridas."

 Osho

quinta-feira, 14 de junho de 2012

"COLOR BLOCKING" E CROMOTERAPIA....


Cores vibrantes potencializam efeitos nas emoções das pessoas
"Está em alta usar roupas, maquiagem, acessórios e móveis com cores vivas e energizantes. E essa tendência já tem nome: "Color Blocking". Se você quer ficar por dentro da moda, mas não abre mão de saber o significado dessas cores, saiba que esses tons vibrantes potencializam os efeitos da Cromoterapia nas emoções e comportamentos das pessoas.
Para quem não sabe, a Cromoterapia é uma terapia que trabalha a harmonia, e o equilíbrio do físico, mental e emocional, através da energia das cores. Elas atuam sob nosso corpo através dos campos de energia (chackras) que circundam nossos órgãos, fortalecendo as energias positivas. O método natural é baseado nas sete cores do espectro solar. São elas: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, índigo e violeta (nessa ordem). Cada uma possui uma vibração específica. A cor rosa é a única que não faz parte do espectro, mas também tem seu papel na Cromoterapia, veja a seguir.

O SIGNIFICADO DAS CORES

Na Cromoterapia a energia da cor ajuda trabalhando nas questões emocionais, e, consequentemente físicas. Confira abaixo o significado de algumas:
  • Vermelho: é uma cor quente, mais forte e intensa, que simboliza movimento. Ela impulsiona, dilata, estimula e expande. Essa cor tem o poder da atração e sedução sobre as pessoas, porque desperta a sexualidade e o erotismo. O vermelho em geral revela pessoas extrovertidas e que expressam seus sentimentos sem muito comedimento. O vermelho é representado pelo chackra básico, localizado no baixo ventre, e indicado para os dias de indisposição e de desmotivação. Trabalha questões emocionais como a depressão, trazendo mais vitalidade e vigor.
  • Laranja: dentre as cores quentes, é a mais usada na Cromoterapia. Representa coragem, decisão e simboliza as pessoas aventureiras, com capacidade de elevar a autoestima. É representado pelo chackra localizado sobre o baço. Trabalha a ousadia, para as tomadas de decisões, e a força extra, para enfrentar os desafios do dia-a-dia.
  • Amarelo: é a cor que distribui e propaga. Representa vivacidade, além de estimular e trabalhar a mente, a criatividade, a inteligência e a concentração. Símbolo de dinamismo e habilidade de expressão. É representado pelo chackra Plexo Solar, localizado no centro do abdômen.
  • Verde: está entre as cores quentes e frias, simboliza prosperidade e equilíbrio. O verde também combate o estresse e é indicado para quem sofre de insônia, pois acalma a raiva e tensões do dia. É uma cor neutra e revela uma pessoa com grande senso analítico e equilibrada. É representada pelo chackra cardíaco, localizado sobre o coração.
  • Azul: é a primeira das cores frias. Simboliza calma, serenidade e tranquilidade. A cor representa pessoas prestativas, intuitivas, sensíveis, centradas e harmoniosas. Suaviza as tensões diárias, ajudando a manter o controle das situações. O azul é representado pelo chackra laríngeo, localizado na região da garganta, gerenciando a expressão verbal.
  • Índigo: é a cor da intuição, da compreensão, da noção da amplitude das situações. É representada pelo chackra frontal, localizado na região frontal da face, o ?terceiro olho?.
  • Violeta: é a última cor fria, cor que transmuta, que nos conecta com a nossa própria alma, com as esferas superiores. É o nutriente vibracional do sistema nervoso central, aumenta a concentração e a elevação espiritual. É sinal de paz e nobreza e é representado pelo chackra coronário, localizado sobre a cabeça.
  • Rosa: é uma nuance do vermelho, uma cor feminina, que sugere a afetividade. Em geral, é usada por pessoas mais emotivas e carinhosas. O rosa tem o poder de energizar e harmonizar os órgãos reprodutores femininos, estimulando os ovários e as mamas. Além disso, é representado pela glândula timo.

COMBINANDO AS CORES

A proposta do color blocking é misturar no look dois ou três tons vibrantes e contrastantes. O importante é colocar a roupa e se sentir à vontade, sem ter medo de ousar. Duas cores que valem sem misturadas, de acordo com a Cromoterapia são laranja e rosa escuro. Enquanto a primeira trabalha a audácia e a coragem de inovar, mudar e tomar iniciativas, o rosa escuro remete ao afeto, amor e harmonia. É a combinação ideal para novas conquistas afetivas ou para dar mais contorno e estabilidade ao seu relacionamento. E ainda garante mais força e confiança para agir nas questões amorosas.
Uma outra dica é misturar verde e azul. A primeira cor sugere equilíbrio e é antiestresse. O azul, por sua vez, traz tranquilidade, serenidade e paz. A combinação é perfeita para se harmonizar, entrar em contato com seu Eu interior e se tornar uma pessoa mais "zen" e menos reagente aos intensos estímulos externos que estão sempre presentes nas nossas vidas. Também ajuda a trabalhar estados de ansiedade e angústia.
Duas cores que utilizadas em conjunto não se unem positivamente são o amarelo e o azul. Tudo isso porque o amarelo é usado para estimular a mente e deixar as pessoas mais alertas e antenadas, ativando o poder criativo. Por outro lado, o azul remete à tranquilidade e calma, sendo excelente para ajudar a relaxar e ter uma noite de sono saudável. Enquanto o amarelo estimula, o azul acalma, abrindo espaço para um possível desequilíbrio.
Quando pensamos em cores vibrantes, o importante é saber combinar para que o resultado esteja de acordo com sua necessidade do momento. Agora que você já conferiu as dicas da Cromoterapia, entre na moda do "Color Blocking" sabendo escolher o look certo para você."

DESVENDANDO O SIGNIFICADO DOS CHAKRAS...


AMPLIAR
 
1 - Chakra Básico / 2 - Chakra Sacro / 3 - Chakra Plexo Solar / 4 - Chakra Cardíaco / 5 - Chakra Laríngeo / 6 - Chakra Frontal / 7 - Chakra Coronário
"A palavra "Chakra" vem do Sânscrito e significa "roda de luz". Os Chakras são centros de energia, que representam os diferentes aspectos da natureza sutil do ser humano. São eles: corpo físico, emocional, mental e energético. Os sete principais Chakras ficam localizados ao longo da coluna vertebral do corpo humano e, segundo a Tradição Hindu, seguem as cores do arco-íris. Confira abaixo o significado de cada um:

CHAKRA CORONÁRIO

Cor: lilás e dourado
Pedras mais usadas: Quartzo Branco, Ametista, Diamante, Fluorita
Representa nossa ligação com o Alto, a Energia Superior, o Universo. A sua função principal é evoluir, ascender e se aprimorar como ser humano.
Percebemos o Chakra Coronário em desequilíbrio quando apresentamos falta de inspiração, confusão, tristeza relacionada à falta de esperança, alienação ou hesitação em servir ao bem comum.

CHAKRA FRONTAL

Cor: azul índigo
Pedras mais usadas: Sodalita, Azurita, Lápis Lazuli, Cianita
Representa a mente e a intuição. A função dupla desse chakra faz com que ele seja um dos mais difíceis de manter o equilíbrio, pois o excesso de uma característica leva à falta da outra.
Quando em desequilíbrio, pode desencadear falta de concentração, medo, cinismo, tensão, pesadelos, e excesso ou falta de sono. Também é recorrente ter um acúmulo de pensamentos.

CHAKRA LARÍNGEO

Cor: azul claro
Pedras mais usadas: Água Marinha, Quartzo Azul, Turquesa, 
Tem ligação com a maneira que cada um se expressa. A função principal desse chakra é o se expressar. Por isso, a autoexpressão e a comunicação são as palavras-chaves dele. Ajuda a relacionar e exteriorizar o que sentimos e o que pensamos.
Percebemos que o Chakra Laríngeo está em desequilíbrio quando apresentamos problemas na comunicação - geralmente a falta dela - o uso insensato do conhecimento e a falta de discernimento. Nesse caso, a pessoa pode falar demais ou dizer bobagens por querer esconder o que sente. Num outro extremo, pode tender a falar pouco e "engolir sapos".

CHAKRA CARDÍACO

Cor: verde e rosa
Pedras mais usadas: Quartzo Rosa, Quartzo Verde, Turmalina Melancia, Esmeralda
Simboliza o centro das emoções. Esse chakra é o centro do amor e sabedoria nas relações emocionais. Gera estabilidade e confiança, além de trabalhar as manifestações reprimidas e as feridas emocionais.
Quando o Chakra Cardíaco se mostra em desequilíbrio, pode gerar repressão do amor, instabilidade emocional, sensação de opressão e/ou peso no peito.

CHAKRA PLEXO SOLAR

Cor: amarelo
Pedras mais usadas: Citrini Amarelo, Cristal com Enxofre, Topazio Imperia, Calcita Amarela
É onde "mora" o ego de cada um, representa a força do indivíduo. Sua funções primordiais são o poder e a vontade. Também mostra como está nossa digestão (de situações), nossos humores e controle.
Quando o Plexo Solar está com excesso energético pode gerar egoísmo, egocentrismo, fúria, medo, ódio e dificuldade em assimilar/digerir. E quando está com baixa energia, a pessoa fica apática, sem força de vontade e insatisfeita.

CHAKRA SACRO

Cor: laranja
Pedras mais usadas: Jaspe, Ágata de Fogo, Granada, Coral
Tem ligação com a criatividade e a vitalidade. As funções principais do Chakra Sacro são sexualidade, vitalidade e criatividade. Ele corresponde à nossa autoestima, à energia sexual e à expressão do "eu" através da sexualidade e/ou criatividade. É no centro energético do bem-estar físico, do prazer e da realização que se percebem as mágoas, sentimentos de culpa e medo (pecado).
Quando este Chakra está em desequilíbrio pode gerar dificuldades sexuais, ausência de objetivos, sentimento de impotência, confusão, ciúme, inveja ou desejo de possuir. Impacta diretamente no desejo e na vontade de viver, alcançar outros patamares, enfrentar desafios e viver o presente.

CHAKRA BÁSICO

Cor: vermelho
Pedras mais usadas: Turmalina Preta, Quartzo Fumê, Ônix, Hematita
A sua função é a sobrevivência, que inclui a própria segurança e as necessidades físicas básicas, tais como comer, beber e dormir, além do sexo e do abrigo.
Quando está em desequilíbrio, pode gerar insegurança, falta de "gana", atitudes mais violentas, ganância ou fúria. A pessoa ainda apresenta uma demasiada preocupação com a própria sobrevivência, tensão, o "viver para ter".
Conhecer os Chakras pode ser proveitoso, pois ajuda a buscar o equilíbrio e desafia as pessoas a se autossuperarem. Para que isso aconteça, é preciso investigar qual Chakra encontra-se em desequilíbrio, ou seja, com excesso ou falta de energia. A partir do momento que enxergamos o negativo e a crise como parte de um processo, iniciamos um movimento de autoaperfeiçoamento, que representa um impulso para o movimento, o crescimento, o aprendizado e a evolução.
A maneira ideal de saber como estão nossos Chakras é através do autoconhecimento. Mas como as vezes a autoanálise é difícil, temos algumas ferramentas que nos ajudam a perceber esses desequilíbrios. A interpretação energética por meio de um questionário ou a medição dos chakras com um pêndulo pode ser feita por um bom terapeuta holístico, que mapeia o que está em desequilíbrio.
É importante entender que os "opostos", como o excesso e a falta energética, completam-se. Isso significa que eles funcionam como sinalizadores, mostrando onde não estamos sendo verdadeiros conosco e em que aspecto poderemos melhorar.
Para equilibrar e ativar cada um dos Chakras, é possível fazer uso de ferramentas terapêuticas, como meditação, visualização, e pedras e cristais. Confira abaixo um passo-a-passo de meditação e visualização, e abra as portas para um novo mundo: o seu Eu interior.

MEDITAÇÃO COM A PEDRA DO CHAKRA

  • Faça a meditação entre 10 e 20 minutos. Para começar, coloque a pedra sobre o chakra em desequilibrio ou entre as mãos.
  • Sente-se em posição confortável. Relaxe o corpo e respire lenta e profundamente. Olhe detalhadamente a pedra por algum tempo, até ser capaz de fechar os olhos e "vê-la" em todos os seus detalhes. Continue respirando profundamente, deixando os pensamentos fluírem, sem querer apagá-los ou detê-los.
  • Quando tiver alcançado um nível razoável de relaxamento, "veja" a pedra em pensamento. Numa contagem de 1 a 7 ela vai crescendo dentro da sua visualização até ficar do tamanho de uma montanha.
  • Assim que a pedra atingir esse tamanho, veja você mesmo andando na superfície da pedra e a explore. Percorra-a por fora e, se encontrar algum caminho, explore-a por dentro também.
  • Assim que estiver satisfeito com suas explorações, volte ao lugar onde começou e conte novamente de 1 a 7. Mas dessa vez visualizando a pedra diminuir até o tamanho normal.
  • Respire profundamente algumas vezes e movimente-se delicadamente para voltar ao estado de alerta normal. Abra os olhos.
  • Escreva tudo o que viu, ouviu ou sentiu durante sua visualização.
    Essa mentalização pode ser feita uma ou duas vezes na semana."
    SIMONE KOBAYASHI
    Fonte:http://www.personare.com.br/

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Reiki - artigo publicado na Revista Claudia


 REIKI
Em 2003, a arteterapeuta Glória Chan, 56 anos, do Rio de Janeiro, descobriu que estava com três miomas no útero. Em vez de já iniciar o tratamento alopático, experimentou o reiki.

“As sessões eram diárias. Durante todo o tempo, o acompanhamento ginecológico foi apontando diminuição nos miomas. Depois de seis meses, eles haviam sumido.” Curada, Glória passou a estudar e hoje aplica a técnica em pacientes esquizofrênicos do hospital psiquiátrico onde trabalha. “Eles respondem melhor ao tratamento clínico”, diz.

O reiki é popular entre os adeptos da medicina complementar. “É uma técnica simples, acessível a todos e utilizável em qualquer hora ou lugar”, explica Maria Lúcia de Melo Sene Salvino de Araújo, terapeuta e representante da Associação Brasileira de Reiki, em São Paulo. Segundo ela, a prática foi sistematizada no Japão por Mikao Usui, professor universitário que viveu de 1865 até 1926 em Kioto. Seus estudos se concentravam em descobrir como Jesus conseguia realizar milagres. Rei significa energia vital universal ou cósmica e ki é a energia vital presente em cada ser, que deveria ser reabastecida de forma natural. “A vida moderna prejudica nossos processos. Comemos mal, repousamos pouco, ficamos na frequência do medo e de mágoas. Essa anemia energética causa stress, angústia, desânimo e doenças. O Reiki ajuda a combater esse desequilíbrio”, afirma Maria Lúcia. Existem vertentes dessa terapia no cristianismo, no xamanismo e na cabala.

Fonte: Revista Cláudia - Setembro/2011 - Pesquisa Espaço Luz e Vida - Curso de Reiki
Postagem baseada no site: http://www.espacoluzevida.com.br/

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Reiki e a terceira idade...


..."Rei significa universal e refere-se a essência energética cósmica que permeia todas as coisas. Ki significa energia vital que circunda todos os organismos vivos. Portanto, Reiki é a energia vital universal utilizada para a Cura Natural de tudo que tem vida.
Essa energia é disponível para todos, sem limites, e é a base do ser.

O Reiki torna acessível tal energia, colocando em sintonia a própria energia universal, é essa "Energia da Vida", que quando aplicada, vitaliza o sistema orgânico e nos faz entrar em um estado de profundo relaxamento.

Esta energia irradia sensações de bem estar, nos elevando a um estado de harmonia, ajudando o organismo a restabelecer seu funcionamento, ativando glândulas, revitalizando o sistema nervoso, reativando o sistema imunológico com uma técnica científica, baseada na física quântica, de equilíbrio energético, utilizando a impostação das mãos.

Essa técnica fortalece a capacidade natural do corpo de curar a si mesmo.
 Além de harmonizar as funções psicofísicas estimulando os mecanismos de purificação dos canais energéticos (os nadis). Desta forma, possibilita abundante fluxo de energia mais sutil (prana), refinando a mente e os sentidos para o transe meditativo.

O método utilizado é através da colocação das mãos nas regiões das sete glândulas do corpo humano, que são os centros energéticos por onde tudo é captado. A energia vital universal é trazida para essas regiões revitalizando todos os setores do corpo humano que são coordenados por essas regiões, conseqüentemente trataremos das doenças respectivas. 

Os idosos apresentam diversos sintomas físicos ocasionados pelo envelhecimento, como: hipertensão arterial (PA), diabetes (glicose), gastrite, tireoidismo (principalmente hipotireoidismo), problemas reumatológicos (artrites, artroses...) problemas dermatológicos, depressão, insônia, entre outros.
Através das sessões de Reiki percebe-se uma melhora neste quadro.

As pessoas descrevem que sentem  um melhor fluxo de energia no corpo e alívio do stress, controle da pressão arterial, da glicose, melhora das dores, maior disposição, no período de tratamento.
A prática já conquista adeptos em todo o país, visto os inúmeros benefícios proporcionados aos efeitos colaterais da terceira idade.

Dentre os benefícios que o Reiki pode trazer é que atua diretamente nas causas e não só nos sintomas, alinha chakras, favorece o equilíbrio físico, mental, emocional, energético e espiritual, atua no sistema endócrino, imunológico, sistema nervoso central e outros. Elimina e previne estresse, ansiedade e a depressão, sintomas que também podem ser percebido nessa faixa etária.

Outro aspecto importante é que a prática do Reiki permite que indivíduo se 'auto-aplique'. O que pode ser vantajoso, visto que permite aos idosos uma maior autonomia, além de aliviar rapidamente os sintomas de determinadas doenças. É importante que o idoso também tenha um acompanhamento médico, a fim de potencializar o processo de cura."


quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

REIKI: cura através das mãos...



"Sem restrições. 

A terapia Reiki pode ser aplicada sem restrições e para recebê-la não precisa de conhecimento prévio. Deve-se apenas ter o coração aberto, para se beneficiar desta “energia” e fazer a si mesmo um firme propósito de melhora e disposição de caminhar ao encontro da harmonia e das transformações curadoras que estarão ao seu alcance. 

O Reiki é uma energia inteligente e atua na causa que promove o sintoma da desarmonia, eliminando-a, não distinguindo uma dor física de uma dor moral. A técnica pode ser utilizada com sucesso em qualquer tipo de patologia, não colidindo com nenhum tipo de tratamento ou outra técnica utilizada e isto já a partir do primeiro nível. O reiki não tem efeitos colaterais e pode tratar igualmente todas as formas de vida (seres humanos, plantas e animais).

Uma sessão de reiki pode ajudar a alinhar os chacras que, quando estão em desequilíbrio provocam tensão e podem ajudar a causar dos doenças no campo físico. Os chakras podem ser alinhados em apenas uma sessão de reiki. O Chakra Coronário está localizado acima da cabeça, ligando as pessoas com a espiritualidade e com Deus. A cor relacionada a esse chakra é o violeta.

O Chakra do 3º Olho está localizado entre as sobrancelhas. Esse é o chakra da percepção e do conhecimento do Universo. Ë o centro do poder da mulher e representa a criação. A cor relacionada a esse chakra é o roxo. O Chakra da Garganta está localizado na base do pescoço. Sua função é a comunicação com o físico e o psíquico. É na garganta que está localizado a criatividade do ser humano. A cor relacionada a esse chakra é o azul claro. 

O Chakra do Coração está localizado no centro do peito. As emoções, o amor universal e o amor ao próximo estão ligados a esse chakra. Duas cores podem ser usadas nesse chakra: o verde e o rosa. 

O Chakra do Plexo Solar está localizado abaixo do chakra do coração. É o centro de força do homem. A comida que ingerimos está associada com esse centro de energia. A cor relacionada a esse chakra é o amarelo. Por sua vez, o chakra do Umbigo está ligado com a purificação. As primeiras impressões e os sentimentos antigos estão relacionados com esse chakra. Também é o centro sexual. A cor relacionada a esse chakra é o laranja. 

O chakra da Base está associado com os genitais. Esse chakra é a porta para a vida e a morte, o nascimento e o renascimento. Tem uma ligação profunda com a Terra, ligando a pessoa com a vida novamente.
 A cor relacionada a esse chakra é o vermelho."

Autora: Sueli dos Santos
Fonte:http://reikifluindo.blogspot.com 

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...